domingo, 16 de outubro de 2016

Sendo mãe, hoje...

Hoje, para mim, ser mãe é me sentir incompetente. Parece que todo o meu esforço não tem funcionado nada. Esse sentimento é ruim por que é generalizador. De repente quanto a tudo ao meu redor, tudo! Em todas as áreas da minha vida: me sinto uma incompetente, ou seja, uma mulher incompetente, não só "uma mãe". Há exatos dois anos e 4 meses eu via o maior milagre da minha vida sair de mim, hoje, eu sinto que não sei se estou cuidando, educando, abençoando esse milagre (meu filho), como eu deveria. Não sei se tenho sabido louvar o Senhor em todas as coisas por tudo que Ele me deu. Me sinto incapaz disso também. Li o blog "É difícil ser uma boa mãe quando a gente está cansada", e acredito que você deva ler também. Não é fácil e certamente não é a última vez que pensarei assim. Vejo pais de crianças tão mais velhas compartilharem do mesmo sentimento. Talvez estejamos só cansados. Talvez apenas devamos desacelerar nossas expectativas diária. A casa não precisa estar sempre organizada e cheirosa. Eu não preciso trabalhar aos fins de semana para "catch up" o trabalho da semana. Que acabem as roupas por que estão todas para lavar! Se sobrar um pijaminha já está de bom tamanho... Que acabe a comida! Palmas aos congelados e industrializados!!!! Que o chão fique sujo mais um dia e que os brinquedos permaneçam espalhados. Quando eu estiver velhinha, terei tempo suficiente para manter "tudo em ordem" e sentirei saudade da desordem e do cansaço. Afinal, SE a gente consegue descansar, é para termos energia de nos cansarmos novamente. Tenho experimentado diferentes receitas para lidar com o cansaço inevitavelmente constante. Orar e chorar é o que mais tem funcionado "...por que Ele tem cuidado de vós" 1 Pedro 5:7.

domingo, 15 de maio de 2016

Minha culpa

É você. Não é seu horário no trabalho, seus companheiros de trabalho, nem seus alunos que choram demais. Não é a distância da sua família, a ausência de amigas, nem a falta de um namorado(a)/ esposo(a), nem a igreja. Se algo te faz insatisfeito é você mesmo! Sempre achei clichê aquele papo de "se você mudar para a situação, a situação muda para você"; ou "tudo depende de como você vê as coisas". Mas então, resolvi testar, resolvi tentar, me dar uma chance. Se funcionasse, glória a Deus, se não, eu iria atrás de ajuda profissional. Resolvi lutar contra a minha insatisfação constante. Percebo que virou mania das pessoas serem vítimas da "própria vida difícil" e imagino que o fato de todo mundo acompanhar muito a vida alheia pela mídia, todo mundo acaba se comparando e, enfim, muitos vivem bem por causa das pílulas anti-depressivas. Essa dependência, eu também não queria. *- Deus, vou ter um momento de oração com o Senhor todos os dias pela manhã e vou fazer algum exercício...yoga! grátis e em casa. Vou fazer esse propósito contigo até ...bom, não vou ter pressa de acabar, Senhor, por que cá entre nós, eu preciso ser curada.* Comecei então mas só me sentiria curada após no mínimo 30 dias. Afinal, eu tinha que ter a certeza de que a TPM não me domaria. O que descobri nesse tempo, nessa busca para ser uma mulher equilibrada, mais paciente com filho, marido e trabalho, foi que a culpa é minha mesmo. Não no sentido de eu morrer na minha angústia de "culpada", mas me curar percebendo que posso mudar. Realmente mudar, e as coisas ao meu lado mudarem também. Cheguei à conclusão de que se eu me curasse, minha família seria curada. Meu lar seria mais feliz. Os problemas seriam resolvidos com mais paz e tem funcionado. Hoje sou a culpada por mais tranquilidade no meu trabalho, sou a culpada por um lar mais pacificado. A oração tem curado meu coração e a yoga (na verdade um ótimo alongamento com equilíbrios) tem curado minha mente e minhas dores musculares. Minha vida está muito longe de ser perfeita. Mas o meu Deus é o Criador da Perfeição, da PAZ, ele tem feito cada esforço de levantar cedo, abrir a bíblia durante o dia, etc, "funcionar". Ele responde. Atende meu clamor. Continua sendo difícil, mas difícil de um jeito bem mais fácil e isso, com certeza, é o agir de Deus.

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Ressurreição

Em quinze anos de evangélica, desde que fui batizada aos 13 anos de idade, nunca tive tanta convicção de que eu tinha que estar em um lugar por que Deus tinha um recado para mim. Trabalhei 12 horas seguidas com 12 bebês chorando, gritando.. loucura loucura! quis chorar com eles, senti que ia desmaiar no trabalho várias vezes hoje, mas fiquei quieta. Respirei. Comi. Fechei os olhos por alguns minutos. Depois abri, e terminei o expediente. Cheguei em casa com dores absurdas nas pernas. Desanimei mil vezes de ir para o culto, mas do nada resolvi tomar banho e sair com o Ethan. Em 10 minutos estávamos ambos arrumadinhos. Chegando na igreja, o Ethan vomita no carro! Fazem MESES que ele não gofa... Entrei na igreja, lavei a roupinha dele. Coloquei um casaquinho para desfarçar o cheiro ruim. E louvei. Orei. Quando vi, já estava em prantos. Quebrantada. Acontece que ontem, vi um convite da cantora #MarianaValadão no instagram falando que estaria nessa igreja pertíssimo de minha casa (8 minutos de distancia). Mariana tem uma voz muito doce, uma das vozes que mais amo ouvir e cantar. Quando eu tinha meus dezesseis anos de idade e abri um ministério infantil de dança, as músicas que ELA cantava mais me inspiravam dançar com as menininhas por ser uma voz super meiga. Portanto, foi muito gostoso para mim, ser ministrada e cantar com aquela voz doce bem na minha frente, mas isso é detalhe. Quando ela ministrava, ela disse: Enquanto eu vinha para cá, Deus me dizia que hoje é dia de ressurreição. Pronto. Essa foi a mensagem de Deus para mim. Tenho orado muito para não entrar em depressão. Para não viver oprimida. Cresci em meio a ministérios e tenho uma vontade incrível de alcançar mais alto e faz tempo que não estou envolvida em algo duradouro dentro de uma igreja. Uns 8 anos. Hoje, Deus me disse: - Vou encarar minha família. Os não cristãos. Falar do evangelho para eles com clareza e orar; - Muitas vezes minha vontade de DESISTIR é simplesmente necessidade de DESCANSAR; - Não sou um projeto mal planejado, mas parte de um propósito que só eu posso cumprir; - "Me ama, Ele me ama"tal como sou; - Ter me humilhado, tantas vezes, pra tia Ana, pro sogro, dizendo que sou podre, pecadora, foi o certo; - Devo aprender a lidar com a oposição; Nunca imaginei que um dia a "voz da música" que tanto amo e danço e que foi fundo musical de minhas devocionais, oraria por mim. Nunca imaginei que moraria em Framingham, nos Estados Unidos. Nunca imaginei que casaria com meu esposo. Nunca imaginei que trabalharia nos EUA... Da mesma forma, hoje, não imagino como são lindos os planos de Deus para os próximos anos que tenho para viver. Não imagino o tamanho propósito que Ele tem para mim e que só vou ver e talvez viver, daqui a uns 5, 7 anos. É novo tempo. Tempo de ressurreição.

sábado, 26 de março de 2016

The truth

Kids, I will tell you all the truth through this blog. BE WISE and don't go out there showing or telling everyone about what you read. I am doing this for a couple of reasons: 1. Knowing about the wrongs of your family can really teach you to make better choices and DO RIGHT. 2. I learned about my family's wrongs when I was bout 23 years old and my sisters and I suffered a lot. Maybe, if you know it from me, now, you will understand things the way they are better then my sisters and I did. -------- I met your dad back in seventh grade in Brazil. He moved to USA with his family in 2000, and I moved to USA by myself in 2009. I lived in Michigan, your dad was in Massachusetts. He added me on facebook, and we became good friends. We saw each other 8 times, on the 8th time, he proposed!!! It was hard, we had no money. Flying to see each other was super expensive. Months after we started talking he started calling me "linda, my pumpkin, amorzinho". We had a beautiful start. Then, when we got engaged, I had to live in his parents' house for 9 months. The first and second month were amazing!! but then, we got married and things changed. I would cry and pray a lot because we needed a place to ourselves. To start building our life together. Your dad was finishing school, and I would spend nights awake helping him finish his school projects. He couldn't work because he had no time on his schedule, I was working as a babysitter, making very little money. It was very hard! Then, your grandparents started complaining about me. They said I wouldn't talk to them, I wouldn't look in their eyes, and that I didn't accept their family (not true). I was not the nicest person on earth as I lived with them, because, they didn't talk to each other! Why would I? they were always being rude to each other, and I wanted to be away from that because that was not how I was raised with my sisters and parents. I never saw my parents being rude to each other! Anyways, So I would come home, go straight to my room, not talk too much, didn't wanna know about anything. Just wanted to pray, be alone, and have my own place with my husband. Before I moved to MA, your grandma called me and said that she would give me her day care, that I would work for her... IT NEVER HAPPENED and it really frustrated me because I left my country thinking I already had a job, but I had to go around and ask about job, in fact, your grandma found my first job as a babysitter, which made me be SURE that she was not gonna "hire me" as she had said. ------ When such things started happening, I though God was mad at me for leaving my house, my dad, marrying far from everybody. Not in church but at a town hall. I was ridiculously sad. ----- Months later, when we moved to our place, your grandparents and uncle and aunt came over, I was expecting 2 people and ended up having 5 or 6 people over. Next morning I asked your grandma to please let me know how many people will be going to my place, and let me know when they are going as well so I can prepare some snack or something. My house was small, we had no money for extra food, so I needed time to organize myself and be a better host. After that, she called your dad and told him I didn't want them in my house. ¬¬ #forreal SO DRAMATIC. And she super cried on the phone with him being dramatic. You dad didn't speak with me for a day. I was devastated. Kids, no matter what happen in your lives, please BE HONEST. TALK to your family! TRUST your mom, trust your dad. TALK! I have always followed Jesus Christ, and when I go through tough times, HE is all I can thing of speaking with. Anyways, I called my dad, your grandma Zeca and he calmed me down. My dad was and still is my hero.---------------- Well, after these dramas, there were many more. MANY more. When Ethan was born, he didn't like his grandparents much, and I honestly believe it was because he saw and heard them yealling at his mom in one of the conversations they had. I was had to apologize. For what I didn't do, for what I did, for what they said I did and was not truth. I say "I HAD TO", because the Holy Spirit made me. I don't know why, but I never had the guts to yell at your grandparents and tell them I hated them for talking bad about me to my husband, ruining my marriage. I kept asking God to not let me speak, but that the Holy Spirit would speak through me and I think that is what really happened every single freaking time, that I had to deal with your grandma and grandpa. The last time that something on their level happened was in september 2014... Your grandma texted your dad inviting him over. I read the text, she said: "Son, can you come over so we can talk? But only you!" and he went over, and she talked to him about me, criticizing me. Your dad was pretty wise through all this time, he was always very quiet and NOT TALKING MUCH is always wise as the word of God, the bible, teaches us. At some point he started defending me, but it also took him a while, which made me suffer even more. But I survived!!! Today, March 26th 2016, I woke up said, needing a friend. Needing my sisters. But Mel is in New Jersey, Tita is in Brazil. Vanessa is in Germany, Isis is in Brazil... Gaby is in Illinois, Fer is in North Caroline.... Here is two advices: FORGIVE, no matter what ; Life will always be hard, but it can be a lot harder without a good friend around. --- Love, your mom.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

O que faz de mim

A singularidade de um "cargo" (ou título) facilmente reconhecível é algo fantástico, né? Por exemplo: Basta um jaleco longo branco pra logo assumirem que você é um médico, doutor, dentista, físico etc; Um terno bacana e você é um baita de um executivo, advogado... algo do tipo. OU até esteriótipos como: Uma pessoa do cabelo colorido/ ou super fashion, unhas fantásticas, salto imenso...maguiagem arrasando: "Trabalha num salão de beleza!".... e foi pensando nisso que me inspirei pra descrever o cargo mais singular de todos: Cabelo zoneado na maior parte do tempo; Unhas que mal duram um dia; Olhar cansado; Pouca maquiagem...não é que não o fazem! é que não têm tempo. As mães! Sim, me tornei uma há 7 meses. E hoje, me olhando no espelho vi como esse meu título é mais singular que todos os outros e como a razão desse esteriotipo me faz tão feliz. É o que faz de mim, MÃE.

domingo, 24 de agosto de 2014

Meu espaço

A verdade é que ele nunca existiu, não existe e nunca existirá. O "espaço" sempre foi, é, e sempre será, somente de Deus. E foi assim... que Deus me curou. Obrigada Senhor.

sábado, 3 de maio de 2014

"Ninguém fala que..."

Outro dia li um blog sobre "ninguém fala que..." a autora falava das coisas negativas ao se tornar mãe e criticava o fato de que todo mundo fala "que lindo" "que alegria" quando descobre que vc vai ser mãe, porém ninguém fala "nossa vc não vai ter tempo pra dormir, ir ao banheiro, tomar banho, comer etc" ------------------------ Fiquei pensando: Mas ninguém fala que "ser adulto é ter muitas dívidas pra pagar" ou "ser adulto é ter que fazer sua própria comida todo dia", pra um adolescente que tá doido pra ser independente. Ninguém fala que "casar é muitas vezes lidar com mais tristezas do que simplesmente as suas, lidar com mais problemas do que só os seus". Não. Ninguém fala. Creio que não o fazem por maldade, mas simplesmente por serem fatos que "FAZEM PARTE DO PACOTE" e que são esquecidos por serem, no fundo, razão de bençãos muito singulares e felizes. Pra mim, por exemplo, tem sido muito difícil lidar com oscilações emocionais tão drásticas na gravidez. Sintomas físicos dificultam mais ainda. Problemas financeiros também interferem para o pior. Simples assim: Como, naturalmente, coisas que não são esperadas nos assustam -- tipo chuva no dia do churrascão -- brigas de família nunca são esperadas, "patadas" de uma amiga que você admira muito, desentendimentos com o esposo, carro quebrar, a morte de alguém querido, não ter tempo pra mijar depois que tem neném, torcer o pé, quebrar uma costela torcindo, nunca é esperado --------------------- "Ninguém fala que" por que faz parte do pacote. Cada um faz suas escolhas, a gente só não sabe o que está incluso no pacote. Deus está sempre nos guardando, mas Ele nos permite escolher. --------------- Meu pacote? É uma benção!!! Sou grata e não tenho dúvida disso! Não é perfeito, mas muita coisa que estavs incluído no pacote, eu não esperava rs rs. ---------------- São parte dos ingredientes do prato principal. São enfeites do banquete. Uma vez que o banquete está servido, você não pára pra repensar em tudo "inesperado" que aconteceu até chegar alí.--------- Me sinto até culpada por pedir tanto a Deus para abençoar algumas pessoas e depois vê-las reclamando do que veio no pacote do que elas tanto queriam. Me sinto culpada também por não conseguir lidar com o que faz parte do pacote de minhas escolhas sem sofrer, pois sei que são bençãos singulares, fontes de alegrias. E ainda que o sofrimento seja inevitável, também devo agradecer pelo sofrimento ------------------ Se eu puder te deixar um conselho: Preste atenção no que você ESCOLHE. Creio que quando a Bíblia fala que não sabemos orar é também por não sabermos o que está incluso no pacote. Mas se você escolher ser feliz, lembre-se que o que estiver incluso no seu pacote também é pra sua felicidade. E que tal você escolher ser o PRIMEIRO(a) a dizer "Ninguém fala que o banquete é a melhor parte" ? ----> Seja o banquete o diploma, um beijo do esposo, um filho(a) educado(a), férias em família (fruto do trabalho - bíblico), o abraço consolador de um amigo em hora de dor, saúde aos 99 anos de idade... seja lá qual for o seu banquete... é sempre a melhor parte. Divulgue ISSO antes de ouvir "Ninguém fala que...o banquete é a melhor parte" <----