sábado, 26 de abril de 2008

Delete o chão!

Boas Notícias Antes de Dormir...é o título do capítulo digno de postagem.

Semana que causou um desnivelamento de emoções! quase não aguento! como diz meu pai: meu estopim, cada vez mais curto...

Que sufoco! Liga! Confirma ... Quantos? quanto?! quando? quem? o que? como assim?... ái crédo.

Naquela loucura toda andei observando... e...
Reparei que o medo do passado só faz diferença no hoje, se você permitir.
Reparei que raiva/mágoas do passado (ainda que um passado bem próximo) só faz diferença no presente, se você permitir.
Reparei que pés doloridos sempre são resultados de uma grande benção.
Reparei que quando as mamães "vestem a nossa camiseta" fica tão mais fácil.
Reparei que a Graça de Deus nunca falha.
Reparei que as flores estão mais belas hoje. Roxas, amerelas e rosas. Tão lindas!
Reparei que a dor de um perdão não aceito é maior que qualquer agonia.
Reparei que ainda que não faça diferença pra você, liberar perdão àqueles quando precisam é agradar o coração de Deus.
Reparei que o universo não pára pra eu descer, apesar de eu ter merecido esse tempo pra respirar e capturar as informações! Né vizinha?!
Reparei que quando as coisas acontecem no tempo de Deus é BELO e SOBRENATURAL.
Reparei que insistir em semeiar em Deus sempre dá bons frutos.
Foi lindo. Foi ontem. Ufa! passou. Quando a notíca é ótima antes de dormir: é consequência da Graça de Deus.

Não tenho certeza se aprendi tudo que andei reparando. Mas sei que reparei com muita atenção. Nos mínimos detalhes. Cada linha desfiada, cada bolinha da pulseira, cada tic-tac colorido, cada sapatilha "furada", cada dedinho fora do lugar, cada passo fora da contagem, cada bolo assado, cada salsicha picotada, cada sorriso em cada olhar, cada flor naquele jardim, cada mãozinha que ajudou, desanimou, participou.

É glória para o meu Deus.

Não tenho muito a dizer. Desde o último post não consigo ter um "break time". É. Se o universo não parou ainda, espero que ele não pare. Sou uma pessoa de espectativas duvidosas e medo de notícias ruins. Mas por causa do meu Deus pareço viver espectativas pela fé e notícias boas. Muito boas.

Dormi tão bem. Acordei às 11h, levantei às 11h40. Não queria sair do sonho. Eu voei!!!!
No meu sonho, eu voava! Dei uma de Jasmin, voando num tapete! e meu Aladin era negro!!!! Lindão! kkkk depois Mary Poppins voando pela segunda vez com um grada-chuva!!!!Faz tempo que não vejo esses filmes, não sei o que me fez voar! Só sei que foi uma sensação muito gostosa! Voar éuma delícia.
Ao acordar pensei: "Já sei o que deletar. O chão."
Tenho uma amiga muito realista, me ajudar a ver todos os bons atos de até pessoas quebrantadas, como máscaras e falsidades. Ela sempre me faz ficar azeda e triste. Acabei chorando no dia mais incrível da minha semana. Mas antes de chorar, pensei e disse a ela: "Posso ser ingênua por isso. Mas as vezes, é muito melhor ficar nas nuvens."
Delete o chão. Voe!!! Permaneça nas nuvens. Lá as idéias fluem numa forma muito mais contagiante.
Acabou. A idéia deu certo. Não preciso virar hippie, basta continuar nas nuvens rs. Agora, preparem-se ... a próxima já está fluindo! ;D


"O reconhecimento de uma colheita destruirá a raiz da amargura, liberará intusiasmo incomparável e abrirá milhares de portas em sua vida" Mike Murdock. Só pra ficar gravado.

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Delete a Rotina... Jamais! Amizades assim.

Tênis bagunçado, pote de creme vazio na penteadeira. Ursinhos no chão, livros espalhados, roupas em todos os lugares menos dentro da gaveta, onde devem estar.
Essa desordem começa a fazer parte da rotina! Tantos a fazeres com *asteriscos* na página que marca o dia de amanhã.
Dê férias à Rotina.
Isso mesmo. Delete ou faça dela legal, diferente, surpreendente, emocionante, ou seja, tire dela todas as características de “rotina”.
Saia com amigos perfeitos. Aqueles que você nem sempre vê, aliás quase nunca, por culpa muitas vezes da Rotina, mas que quando o coração, as agonias, o dia-a-dia começam a ficar insuportáveis a ponto de desejarmos lançar dinamites em pessoas, lugares, ligamos a elas. E lá elas estão. Essas amizades. Essas pessoas. Amizades assim.
Então:
Saia no meio da semana, quando você deveria estar estudando, trabalhando, procurando emprego, etc. Encontre-se com eles naquele lugar que jamais encontrará com pessoas de seu ambiente de trabalho.
Curta uma sessão inédita da carinha de bebê mais fofa, de body azul e cuequinha justa vermelha até às 1h da manhã! (Superman Returns)
Deixe sua cama bagunçada para a noite seguinte.
Releia poemas brégas que escreveu há anos.
Reveja os a fazeres de amanhã na agenda, mas não se esqueça de priorizar os amigos.
Escolha o brinco de usar amanhã.
Beije na boca.
Compre 37 balas de 7Belos e guarde-as para dosarem o stress durante os dias.
Diga “você é demais” aos sonsos que te rodeiam durante o dia! Talvez se convença e as atitudes deles não te estressem tão rápido.
Peça oração àqueles que confias.
Compre seu Hershey’ s favorito!
Faça análises críticas a respeito dos “Bin Ladens” incovenientes que há por aí.
Coma bastante açaí com direito a paçoca ou/e ovomaltine!
Não deixe a Rotina te abduzir!
Se o Universo insiste em não parar, PARE pra ele. E respire fundo! É seu break time. Todo mundo tem o direito. Se você não sabia, se dê o direito de acabar com as características da tal Rotina.

Aos indignados, agoniados: não tenham medo de encarar, nem de desistir. Ainda que suas mãos estejam tremendo, sua fé pequena, se precisas fechar os olhos... encare. Diga o que tem que dizer!(Ainda que seja um palavrão. rs)
Pode ser que um dia percebas que era melhor ter dito tudo/muito, do que não ter dito nada.
Se o sentimento, você ainda sente; o pensamento é esse agora; a agonia ainda acontece.

Não deixe virar pretérito muito menos rotina.
Encare.
Se for pra chorar, chore. Se for pra sorrir, sorria. Se pensar em mim, LIGUE.

Aos que se dispõe a estar com você, oferecer o ombro, aos bons ouvintes, aos companheiros de risadas...aos culpados das gargalhadas, aos “sacrificadores do descanso pré-prova”, aos ocupados que se desocupam por você, aos desocupados que se ocupam com/por você...Jamais os delete. São grandes culpados de momentos eternos. Amizades assim...

Meus "kiridus" a Rotina agradece pelas férias de mim, essa tarde!!! Amei!
Mas derrepente... coisas ruins na faculdade...no pensamento? "é... o dia estava bom demais pra ser verdade"
De volta em casa...
Duas *pequenas ótimas visitas acompanhadas de chocolate e coca-cola em minha casa. Às 23h!!! que legal! achei que iria pro quarto chorar rs. Fui pra cozinha, rir.
Tão irmanzinhas da irmã (até me dá o direito de ser irmanzinha também! rs eu acho). Me sentiria lisonjeada com tal apoio, afinal, não é todo dia que simpatizam-se conosco - né vizinha? hihi. Medalha Jóinha à mim e àquelas que encheram a cara (de Coca) naquelas horinhas de desabafos momentâneos.

Coca-cola gostosa.
Comentários espontâneos.
Ombros aliviantes.
Big McNífico Bacon + Ovomaltine - Delícia!
Piadas sem graça! Risadas bestas!...
Culpa do horário. Nem é tão tarde assim. É a Rotina que nos faz bocejar tão cedo.
Os BinLadens nos divertem. Mas o Universo não pára.
Vou pra "cama begunçada".
E ao invés de sonhar com a Rotina... posso sonhar, nesse sono, que respiro fuuuundo quando esse Universo, enfim, pára.

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Delete as formigas...

Pequenas criaturas que marcam pra sempre.
Atualizando "meu querido diário" e relendo antigas páginas...
Engraçado ver a mistura de pensamentos desequilibrados e complexos né vizinha? "O equilíbrio decorre do homem poder compreender tudo com a ajuda daquilo que não compreende." "há complexidade quando elementos diferentes são inseparáveis" (diferentes citações - diretamente do blog BREAK TIME -... cada uma com seu esquisito significado...)
...
Houve a suspeita de eu dar aula de substituição em uma escola muito boa. Desde então meu coração palpita mais rápido e meus sonhos parecem ser mais... Sonhos...
Nas velhas páginas está escrito: "perdi meus sonhos..." e pedi ao Senhor que me desse sonhos...
Durou pouco. Fui lá... disseram que...
Não importa.
Eu duvidava mesmo! eu? lá? dando aula? tá bom.
Seria um episódio legal... eu diria quase o melhor da inédita temporada.
Falando em temporada...inédito..
Você tem a ultima temporada?! ...
Nem eu. Acho que não foi escrita ainda.
Mas da ultima, tenho o último episódio.
Hum...acho que foi o último.
Não sei. Eles voltam a escrever, a mesma temporada, quando já acabou só por que parece estar mais interessante? ou é nessa parte mesmo que eles param pra dar mais curiosidade aos espectadores, ou até aos coadjuvantes e protagonistas (que nunca sabem o que vão fazer)?
Estava eu de casaco e sem dúvida foi meu melhor episódio. Ainda não descobri se fui coadjuvante ou protagonista. Tenho convicção de ter sido uma mera espectadora por vários minutos, mas impossível alguns dos segundos eu não ter sido "protagonizante" --> agonizante? - SUGESTIVO - eram aquelas formigas subindo no meu pé!!!! Essas pequenas criaturas! QUE AGONIA!
Atuado?! escrevi isso? Que equívoco!
Não. Talvez até, quem sabe, depende, só uma coadjuvante. Atriz? não. Se sei atuar como atriz? em qualquer episódio, menos naquele, foi o último, muito pra eu simplesmemente "atuar"


Impossível.
Mistério.
Eu usava um casaco
Emprego novo?
Mera empolgação...
Momentos
Formigas.
Chega disso.
Chega de ficção.
Passou da hora.
Pés? CHÃO!
Nas velhas páginas...
Sentimentos tão honestos.
Mais uma fofura na minha vida, sem dúvida o melhor dos episódios.
Sigilo.
Ponto Final.
...
Peguei ônibus errado. Cadê o outro vale-transporte?? peraí! a Mel me deu dois pela manhã!... cadê o outro?!... Dei dois passes pro cobrador?!?!?!?! quero chorar....eram 13h30
13h30m50 meus olhos se enchem de lágrimas enquanto volto de "orelhinhas baixas pra parada de ônibus do outro lado da pista" "Que dia chatinho esse. Pensei que a nova temporada começaria mais legal...."
Eram 13h31: O celular que nunca toca, toca. "Larissa, é a X. A Y disse que quer você como substituta sim. Você ainda topa?! (risos sem graça da professora ter que voltar atrás. Imaginem! Não. Você só conseguirá imaginar se fizer parte de um corpo docente. Sempre passamos por "micos" por causa da coordenação! rs algo crítico mas faz parte da aventura desse emprego)" após pensar um milésimo de segundo pensei: "Siiim, educo suas pequenas criaturas por um dia."
Depois de tanto friiiiio, tantas formigas, nos pés, nas idéias, nas esperanças. QUE AGONIA! Acho melhor voltar pro meu livro, afinal, estou em uma biblioteca. O livro? se chama Mala Suerte.
Sugestivo? ... acho que não. Só engraçado. Formigas na comida, formigas nas idéias, formigas nos pensamentos! QUE AGONIA! começo a senti-las huuurrrr que agonia.
Relaxa.
Só a dos pés são reais.
As outras pequenas criaturas?! Acho que eu sou a agonizante formiga na consciência delas. Mas elas me cativam. Marcam pra sempre. As dos pés também. Fizeram do meu ultimo episódio mais
inesquecível. Eu usava um casaco... tava friiiiiio. E as formigas intrometidas como coadjuvantes.