segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Deletar ou permitir a "quebra de rotina"?

Que simplesmente aconteça fora dos padrões, fora do planejado. . .
Dizer me esqueçam por favor?

Já que seriam muitos fatos a escrever, aqui vão apenas aquelas coisas que não ouviram.

L2Sul --- 908Norte --- 410 Sul

ele: "Que bom que você veio me ver, foi um ato seu assim muito..."

"Ah por favor! não me venha com romantismo, não foi por ato nenhum que vim. Só queria te dizer que não rooola...não vai ser... ááááí, como o faço?? Olha, não gosto d-ele, e agora?! já disse não na primeira vez... é melhor desapegá-lo agora do que depois que ele conhecer meus amigos e família... é...não gosto dele, nem precisava do sermão de Pr Zeca a respeito de futuros casamentos baseados em julgo desigual.

"Olha que gatinho (animal) fofo! vou levar comigo."

Pet Shop --- Doce, doce lar.
"Moço, esse gatinho tava no meu pé na rua, percebi que ele me queria, vê se ele tá saldável pra mim por favor? e...qual a melhor ração?
Chaninha, duvido que você vai poder ficar comigo mas...você é linda, foi bom te conhecer, e por via das certezas, tirarei fotos suas para provar que tive um gato por algumas horas."

.

Mania de julgar o futuro.

Será isso correto? Em qualquer situação.

Complicado isso.

.

Curti piscina (até sair com ematomas) de 00h às 2h/3h, tive um gato por algumas horas e um namorado por duas semanas.
Não sei até que ponto essa permissão de quebra da rotina foi bom. Saí com gente velha, conheci gente nova, decifrei sentimentos reais.

Não gosto d-ele.
Não se deve pegar um gatinho e levá-lo pra dentro de casa quando a casa ainda não é sua.
Não posso correr no gramado às 1h, muito provávelmente um pequeno pedaço de caule no chão te arranhará.
Não preciso me desesperar. . .
Em meio a tantos imprevistos fora do planajedo ... (sim, um pleonasmo vicioso se faz necessário)
Escrevi... cifrei, cantei

Cristo, meu amado Cristo
A Ti somente sirvo
Quero te adorar
Jesus, livre sou por (causa) Ti Jesus
Vive muito além da cruz
Eu me rendo ao Teu pés

Salvador, Tú és o meu Senhor
A Ti dou todo louvor
Teu foi o sangue que me lavou


Quanto acontecimento fora dos padrões! Muitos que me fizeram sorrir, brincar como criança, outros me fizeram chorar. Eu hein!? Quanto* fora dos padrões. E durante tudo isso, muitos bons companheiros(as) seja online, offline, nenhum away me enchendo de conselhos que confesso, procurei. Mas, agora...acho que quero o silêncio. O meu silêncio. Silenciarei então até os pensamentos... me esforçarei para tal. Acho que é meu tempo. Tempo da tal "que tem o sorriso lindo, que tá sorrindo toda hora" (dizem por aí) ficar só e quieta. Dá vontade então de sei lá..

Dizer: "Me esqueçam por favor?" Como estou? melhor na minha.
Vou me concentrar, além de aproveitar mais ainda cada segundo repleto de manias dos estranhos amigos, preciso voltar a me concentrar em Deus. Ufa. Sim querido(a) companheiro(a), eu reconheço. . . o que já é, um bom começo.

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Delete a tristeza.

Simplesmente porque não há motivo para tê-la nem contê-la!
Deus é um Deus de promessas e alianças. Fiel.
Há um ano e meio vi pessoas ao meu lado receberem muito milho, e mais milho elas se enchiam de milho, eu olhava e questionava "Mas, Jesus...e pra mim? vai acabar se o Senhor continuar jogando esse tanto em cada pessoa." E quando Ele chegava em mim, jogava poucos milhos e jorrava água...muita água. Da qual, creio que estou a beber neste exato momento.
Deus tem me feito experimentar algo totalmente inacreditável em relação à mim mesma. Tocar violão, escrever e tocar mais de 8 musicas em um mês não é de mim, não é pra mim. Não sái de mim. Levantar às 5h pra tocar violão antes de ir pro trabalho também não é de mim.
Começou com uma visão: "Eu mesma preciso aprender e tocar para as crianças, não posso depender de ninguém" Depois como um gosto: "Olha só que legal! vou sair com o pessoal e nem dependeremos de alguém pra tocar e deixar o lual divertido! rs" Muitas vezes como um refúgio: "vou Cantar em Oração porque é mais que uma canção..."
Mas não é nada mais que um Dom. Ao mesmo tempo que tocava...
"São problemas, infermidades
Nos falta coragem de Te adorar
Mas os cativos libertastes
E nos destes forças pra poder cantar
A Jesus, a Jesus, a Jesus vou cantar...
A Jesus...vou adorar
E não precisa chorar
O Senhor veio pra te salvar
Não foi só lá na cruz
Ele está aqui pra te ajudar/salvar/cuidar/resgatar...
Com/Por Jesus, com Jesus, com Jesus vou me alegrar..."
...uma amiga perdia uma amiga querida. Ao compor chorei amargamente sem entender muito bem a razão. Mas Deus tem um propósito em todas as coisas.
Chorei, compus, toquei, cantei. Entendi.
Entendo. E por favor, entenda também. Não me inveje. Ultimo comentário que ouvi foi: "parece musica de barzinho" ... não sei se aquilo foi legal de ouvir, não no tom usado. Mas se for, e daí? Segundo o Afinador tem uma Salsa, um Rock Progressivo (seja lá o que for isso) e por aí vai... Dão nomes...e podem até ter, mas prefiro chamar de DOM. coisa do Pai e. . .
(Não uma homenagem de Dia dos Pais ou Feliz Aniversário, mas por ele ser meu/O pai)
Coisa de pai. Ele que toca pra mim desde pequena, ele que compôs e cantou. Meu pai é meu maior exemplo. Se ele não tocasse, cantesse, me cuidasse como o faz, esse dom, muito provavelmente, não seria. Nele estão as melhores características de um sábio pai, de um amável pastor, de um pai amigo.
Em você, pai, estão as mais fantásticas características de uma linda composição.
Amo você. Se hoje toco e posso compor é porque você orou.
Muito obrigada.
Amo você demais.

ps: sei que em tudo isso há muito de Dona Gábia também! =D maezinha...a ela devo os primeiros acordes. Sempre me incentivou tanto... =D como a amo!