sábado, 15 de novembro de 2008

Delete a preocupação...

...se parecem ser, apenas picos.
O post costuma ser resultado do que se é, do que se sente no momento que é escrito. Talvez, por isso, este não veio antes.

Por que cantar "come what may" se essas coisas nem existentes são?

Me indigno com coisas ditas que não são. Sim, não entendo nem encontro o porquê do cinismo, na falsidade. Burrice perder tempo elaborando cada máscara.

urght. . . me enoja.

Por que ter de continuar naquela rota se esta aqui tem uma visão tão melhor?
Por que compor se tão pouco rima?
Por que elas fogem da chuva?

Será por algo que ficou? Ou será que simplesmente não entenderam o jogo dos Ursinhos Carinhosos?
Pela primeira vez me senti acompanhada, sozinha.
Ainda que me ocorram sorrisos, não passam de momentos.
Muito obrigada aos que me inspiram na poesia, aos que cifram a melodia.
Mais grata ainda sou por não precisarem ser tão reais na vida real, quanto na poesia, no ritmo...
Coisas que me fazem sorrir, mas não passam de momentos.
Me concentro no fato de SER feliz, não de estar...aquela diferença essencial no sentido do verbo TO BE.


. . .
(Confissão: Sim vizinhos, por mais incrível que pareça, acho que pareço me sentir apaixonada.)
. . .

Me vi pensando "eu aqui...extremamente saudosa sem o por quê nem quem" foi mais esquisito que acordar apaixonada sem conhecimento prévio do personagem que causou isso na sujeita do sentimento.

Não preciso que continuem colocando em palavras e explicando todos os "porquês" de eu estar bem ou mal. Há uma grande probabilidade de eu entender melhor o que sinto, como sinto.
Mas... de que adianta se são meros "picos" de emoções.
Não adianta querer encará-los se daqui a pouco passa!
Uffa para alguns deles, lamentável para outros.
Entrei no ônibus e o passageiro vizinho usava uma boina como a sua...
Fiquei calculando...se o tempo está a favor, a torcida das inconveniencias, em como vai ser quando eu começar a conhecer os seus segredos, numa noite de luar? num dia bem ensolarado?. . . vou ter que dizer sim pra isso?. . . Não terminei o cálculo...sim, pois, será a semelhança entre "os dois da boina" a mesma? Passageiros. . . ? E essa lista de musicas que tentam falar por você? ou...é você que tenta falar por elas?. . .
Não terminei de calcular.
Mas...
Não se preocupe, em meio minhas dúvidas, me decido.