quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Back on the Road...

"Quem pode impedir voce de contiuar senao Deus?" disse minha mae.

"- I am sorry aunt, I am really sorry for the accident..."
Tia: - You only do shit, I've seen you do so much shit that..you know what? Go to Dede's house and try to stop doing shit."

"- Hi, this is Larissa...I was the one who crash on your car last Friday, I am calling to ask you to forgive me. Forgive me, I praise God that you are ok...I am really sorry...I was so wrong I know, I feel really bad for it...I am sorry..."
Vitima: "I really do. I do accept your apologizes. You know...we all commit mistakes in life....."(continua)

Passei no local do acidente ontem a noite. Tinham marcas no chao...serah que eram as de Scooby? ...
Pois eh, tive que voltar para a pista, o que me faz pensar em tudo.

Em quantos sinais amarelos eu tenho hesitado freiar ate ultrapassar o sinal vermelho?
Quais as consequencias de nao pisar no freio na hora certa?
Quantos motoristas estao na direcao?

Quem eh o Airbag? Por que que os dois abriram?
Hora de pedir perdao. Hora de tentar me sentir perdoada, de me sentir aliviada.
O que se espera ouvir uma vez que pedimos perdao? Temos o direito de esperar ouvir algo?
Acontece que somos mimados por Deus. Ele sempre perdoa, ama, e eh doce, sensato, sabio, manso. Ai nos desacostumamos e acreditamos que o ser humano tambem vai ser.

Liguei para falar com o senhor (60), ele sim foi vitima.

(cont. Vitima) "...I saw your car, the two airbags openned..did you get hurt?"
Tivemos uma conversa de uns bons 10 minutos..
Vitima: "Well, I am glad to hear that you are doing better, the airbag makes you dizzy, and yes, it burns, so it probably also made you feel bad. I am doing good, really good. Nothing happened to me... I appreciate your call and, Larissa, God be with you."
Somos irmaos em Cristo,literalmente! Eu, da Igreja de Cristo de Brasilia, ele...da Church of Christ on Sheldon Rd.

Senti paz, chorei, aliviada, era desse perdao que eu precisava. Me mudei de casa, nao por causa da batida do carro, com certeza nao.

Tomando posicao de "back on the road", busco responder corretamente aquelas perguntas.
Nao tem jeito...
a "road" nunca vai deixar de existir;
o "local do acidente" vai ser sempre o mesmo;
"freiar" sempre vai ser uma decisao;
o sinal amarelo sempre vai anteceder o sinal vermelho;
o numero de motoristas deve ser UM;
Airbags? com certeza Deus "Super protegendo";
Pra mim, perdoar eh muito mais cristao que pedir perdao.

(2010 tem me provado isso)
No mais, nunca deixe de "get BACK on the ROAD"
(...jamais desista de retomar o caminho - volte para a pista, e permita Deus tomar a direcao)


Vitima: "God be with you"
Larissa:"Thank you brother, for accepting my apologize. God bless you"

"Eh descansar, confiar, entregar, todo meu cuidado a Deus" - DT

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

O fim... de Scooby

Eu estava atrasada para ir trabalhar...
a "chefe" me mandando mensagem me apressando...
Mas meu tio tinha que levar o carro da tia para arrumar a janela...
eu fiz questao de ajudar...quis fazer o favor pra minha tia, mesmo que ela nao tenha pedido...soh pra me sentir util.
Fui, ajudei, brinquei com a priminha, brinquei e ensinei "grande e pequeno"..ela, falando portugues, eh um dos meus maiores motivos de risada.
Voltamos para casa... 9:30am
Pulo para o Scooby...
Comeco a dirigir, normal como qualquer manha...mas nao...aquela manha, eu ia me sentir mais especial do que todas as outras...
9:47 (nao sei)...tentei passar no sinal amarelo/vermelho (o sinal trocou enquanto eu passava por debaixo do semaforo) e o carro que fazia "left turn" nao me viu, ou me ignorou...pensei "!!!vai bater!) falei "AAAAAAAAhhh..." PAH/TCHBUM... "iiihhh aih meu D..." enquanto eu gritava, eu pensava "bem que meu pai disse...pra nunca ter pressa, uma vez que voce estah dirigindo"
"aaaaaaaaa" saih do carro gemendo muito alto no meio da rua: "Jesuuuuuus..me perdoa, me perdoa, ..." (eu gemia no chao, de quatro...deitando na pista).
Os carros pararam...umas 7 pessoas vierem me socorrer... deitei na pista pensei "nao posso desmaiar...tah tudo doendo, o seguro do tio Landy!?..voltar pra casa (Brasil) amanha, jah era meus estudos"
"What's your name?"
"Where do you feel pain?"
"Larissa...oh my God! i cant!...I cant pay! oh my..im from Brazil..im an international student..it hurts..oh my...it cant be happening... im screwed...thank you..am I bleeding?" ..eu soh podia estar delirando..nao pensei no meu corpo, na minha dor, na minha vida, no fato de que EU ESTAVA viva... pensava no $$$, no valor...na bronca que eu ia levar de todo mundo, na saudade do meu pai, da minha mae, e como eu preciso deles...eu soh queria um abraco, um "vai ficar tudo bem" um..."voce nao estah sozinha"...ou talvez um simples "calma, respira"
"Can you walk?"
"yes, Im pretty much ok.." (eu falava.. e caia...falava de novo, e tentava andar...tudo apagando, eu nao podia desmaiar, por que eu ia tremer, e eles iam se desesperar)
...baruho de ambulancia...barulho de policia...todo mundo parado ao meu redor..eu olho pro carro, oleo no chao, amassado na frente.. muita fumaca.. enfaixaram meu pescoco, me prenderam numa maca..eu entrei em uma ambulancia.
"Please, tell me if I will be able to pay for it?" "How much is it?" "I cant pay! I have no money!Im international! everything is more expensive...how much is it?" "should i give up of my studies?"
e o paramedico aconselha: "nao, isso acontece todo dia..nao desista dos seus goals of life por causa disso"
...'AMBULANCE PARKING ONLY'
fiquei sozinha no quarto...pensei se aquilo era morrer ou ter um pessimo sonho..
ainda bem que nao era morrer! enterro aqui..eh muito mais caro =/ (a tia disse)

Nao sabia se eu sentia dor, se eu chorava, se eu conversava com as enfermeiras, se eu ria das piadinhas sem graca do medico, se eu pensava no dinheiro, se eu vendia meus orgaos pra pagar pelo atendimento (jah tava ali uai), ou se esperava..pela proxima bad new do dia..sim, claro, o celular estah no Scooby..iPod -> Wi-Fi -> Prima, rescue me! uma msg por facebook e eu estava salva.
...
vamos buscar tudo que ficou dentro do carro, ele estava em pessimo estado...tive a conviccao de que: "!!! Deus me guardou...!!!" e....
aquele foi o fim do Scooby.
Ainda nao sei se estah tudo bem dentro de mim,
ainda nao sei quanto vou ter que pagar,
ainda nao sei quao grande eh o arrependimento de dirigir com pressa,
ainda nao passou a dor...sao varias...
soh sei que tudo que eu queria, era um abraco..nao por que eu me sinta "vitima", nao por que eu seja carente ou grudenta, nao por que eu estava sozinha...
mas por que eu creio que eh isso que Jesus faria. Por que conforta, consola, perdoa, ama, cuida, alivia..alem do pecado, alem da dor, alem do meu erro.
Senti saudade do meu pai, da minha mae, das minhas irmas...mesmo brigando comigo, ao menos quatro abracos eu acredito que eu receberia.

E foi assim. Meu primeiro de Outubro de 2010.