domingo, 24 de agosto de 2014

Meu espaço

A verdade é que ele nunca existiu, não existe e nunca existirá. O "espaço" sempre foi, é, e sempre será, somente de Deus. E foi assim... que Deus me curou. Obrigada Senhor.

sábado, 3 de maio de 2014

"Ninguém fala que..."

Outro dia li um blog sobre "ninguém fala que..." a autora falava das coisas negativas ao se tornar mãe e criticava o fato de que todo mundo fala "que lindo" "que alegria" quando descobre que vc vai ser mãe, porém ninguém fala "nossa vc não vai ter tempo pra dormir, ir ao banheiro, tomar banho, comer etc" ------------------------ Fiquei pensando: Mas ninguém fala que "ser adulto é ter muitas dívidas pra pagar" ou "ser adulto é ter que fazer sua própria comida todo dia", pra um adolescente que tá doido pra ser independente. Ninguém fala que "casar é muitas vezes lidar com mais tristezas do que simplesmente as suas, lidar com mais problemas do que só os seus". Não. Ninguém fala. Creio que não o fazem por maldade, mas simplesmente por serem fatos que "FAZEM PARTE DO PACOTE" e que são esquecidos por serem, no fundo, razão de bençãos muito singulares e felizes. Pra mim, por exemplo, tem sido muito difícil lidar com oscilações emocionais tão drásticas na gravidez. Sintomas físicos dificultam mais ainda. Problemas financeiros também interferem para o pior. Simples assim: Como, naturalmente, coisas que não são esperadas nos assustam -- tipo chuva no dia do churrascão -- brigas de família nunca são esperadas, "patadas" de uma amiga que você admira muito, desentendimentos com o esposo, carro quebrar, a morte de alguém querido, não ter tempo pra mijar depois que tem neném, torcer o pé, quebrar uma costela torcindo, nunca é esperado --------------------- "Ninguém fala que" por que faz parte do pacote. Cada um faz suas escolhas, a gente só não sabe o que está incluso no pacote. Deus está sempre nos guardando, mas Ele nos permite escolher. --------------- Meu pacote? É uma benção!!! Sou grata e não tenho dúvida disso! Não é perfeito, mas muita coisa que estavs incluído no pacote, eu não esperava rs rs. ---------------- São parte dos ingredientes do prato principal. São enfeites do banquete. Uma vez que o banquete está servido, você não pára pra repensar em tudo "inesperado" que aconteceu até chegar alí.--------- Me sinto até culpada por pedir tanto a Deus para abençoar algumas pessoas e depois vê-las reclamando do que veio no pacote do que elas tanto queriam. Me sinto culpada também por não conseguir lidar com o que faz parte do pacote de minhas escolhas sem sofrer, pois sei que são bençãos singulares, fontes de alegrias. E ainda que o sofrimento seja inevitável, também devo agradecer pelo sofrimento ------------------ Se eu puder te deixar um conselho: Preste atenção no que você ESCOLHE. Creio que quando a Bíblia fala que não sabemos orar é também por não sabermos o que está incluso no pacote. Mas se você escolher ser feliz, lembre-se que o que estiver incluso no seu pacote também é pra sua felicidade. E que tal você escolher ser o PRIMEIRO(a) a dizer "Ninguém fala que o banquete é a melhor parte" ? ----> Seja o banquete o diploma, um beijo do esposo, um filho(a) educado(a), férias em família (fruto do trabalho - bíblico), o abraço consolador de um amigo em hora de dor, saúde aos 99 anos de idade... seja lá qual for o seu banquete... é sempre a melhor parte. Divulgue ISSO antes de ouvir "Ninguém fala que...o banquete é a melhor parte" <----

sábado, 1 de março de 2014

Não te estribes....

Crescer e amadurecer não é tão bom assim. Hoje entendo que coisas ruins acontecem e nunca vão deixar de acontecer, falhas acontecem e nunca vão deixar de acontecer, tristezas acontecem e nunca vão deixar de acontecer. Mas e daí? O medo delas vai mudar alguma coisa? Aliás, o medo delas é pior do que elas! É aterrorizante! O que muitas vezes nem é quando lidamos com elas. As coisas ruins, as falhas, as tristezas, não podem se tornar protagonistas em nossa vida, e pra isso, precisamos começar pelo pensamento. Não temê-las. Sonhar e sentir emoções sem medo e crer. Simplesmente crer na misericórdia do Senhor. ------------------------------------------------- Passei por um pequeno momento de frustração outro dia e falava comigo mesma: "Pessoas me dizem que estou sempre sorrindo e fazendo os outros sorrirem; Que nada me faz triste; Que nada me abala... Por que em momentos de angústia eu faço o favor* de me solitariezar*... e ninguém precisa ver ou participar..." E toda angustiadinha, dirigindo e falando comigo mesma e Deus, passei por uma menina que saltitava chegando da escola, indo pra casa. Com mil gelos e blocos de neve ao redor dela, num frio absúrdo, com motoristas buzinando em engarrafamento ao lado dela, ela saltitava e corria pra casa dela. Foi aí que tudo mudou no meu entendimento. Foi aí que a idéia desse post nasceu. "Assim que tem que ser!" pensei. "A pessoa toda feliz como se não estivesse frio ou *a pessoa toda feliz como se não houvessem problemas na vida*" ------------ E, agora, escrevendo esse post, o Senhor me lembrou de Sua palavra: "Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te ESTRIBES no TEU PRÓPRIO ENTENDIMENTO. > Provérbios 3:5 < ESTRIBAR significa "escorar-se/ apoiar-se", e pra mim, nesse versículo, o sábio rei Salomão, quer nos ensinar a NÃO ACREDITAR em nosso próprio entendimento. ------------------------------------------- Por isso que crescer não é tão bom assim. Enfrentamos ou vemos situações, que enganam nosso breve entendimento, e se algum há, sobre a misericórdia e graça do Senhor. Engana nosso entendimento sobre as promessas do Senhor, e tudo isso na verdade distorce totalmente nossa fé na FIDELIDADE do Senhor. Ou pior! É como se perdêssemos a fé, não em Deus, mas na nossa fé própria fé ----------------------- Que tamanho estrago!!! ---------------------- Não te estribes, leitor(a). Não acredite em seus próprios entendimentos das coisas, das pessoas, das situações. Peça discernimento ao Senhor e Ele ordenará que o Espírito Santo te dê clareza e compreensão também das coisas ruins, dos acontecimentos tristes e das falhas (suas e/ou do próximo). ------- Quem sabe assim vamos conseguir agir como a saltitante criança em meio a "tanta neve" ? ------ já que vivemos em meio a "tantos traumas, medos"... ------- #ficaadica L.S.S

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Impossível e Inevitável

Assim é a bondade de Deus, e não tem jeito de mudar isso. Quando passo por medos, tristezas, ou chateações me acho merecedora de tais. Acredito que não mereço a misericórdia e bondade de Deus por ser pecadora, culpada, e ruim de coração. Não sei perdoar como Ele perdoa (muito menos rápido como Ele!!), não sei ser graciosa e mansa como Ele é comigo.. por que eu seria merecedora da bondade e dos milagres dEle? ----------- "...pois todos pecaram e carecem da glória de Deus, sendo justificados gratuitamente, por sua graça mediante a redenção que há em Cristo Jesus..." ------------ Quem disse que precisamos MERECER a graça de Deus? A verdade é que já a recebemos, já a temos. A bondade de Deus, é inevitável. A graça de Deus é inevitável. E foi assim que o Senhor falou ao meu coração em um momento de muito quebrantamento, em que eu estava encarando minhas inúmeras imperfeições e reconhecendo pecados constantes que não sei parar de cometer, e quando o sentimento de culpa, e terror de mim mesma, começou a encher meu coração, o Espírito Santo interrompeu dizendo "EU tomei a tua sentença pra te salvar, minha graça, é de graça". Parece impossível, mas assim são as coisas de Deus >Impossíveis< >Inevitáveis<

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Isso é, o que provavelmente é, ser mãe.

Quando descobri disse: "No way!!! really? não... não...será??" como se não fosse possível que eu vivesse tamanha promessa de Deus. E provavelmente nem mereço mesmo, mas Deus e lá sua imensa graça e misericórdia... Na semana seguinte me desesperei. Todos os medos possíveis, muito drama. Muito choro, muita oração. Muito temor no coração. Biologicamente, emocionalmente, psicologicamente, espiritualmente. Tudo se resumiu a "desespero" e tudo relacionado ao fato de "Haver um ser humano na minha barriga!" Então escutei o coração e vi o grãozinho pela primeira vez, na minha barriga. A coisa começou a parecer real. Glória a Deus! Comecei a crer que estava vivendo um milagre muito maior do que eu. E assim continuei, todos os dias imaginando como está lá dentro. Se tá tudo bem... Se mexe? Come? Tá frio? Tá calor? Me escuta? E o mais legal, é que eu me perguntava essas coisas enquanto me respondia: "Antes de ser seu, o neném é de Deus e Ele cuida muito melhor do que você. Despreocupe-se." Isso não é ruim! Nãe é preocupação de dor ou falta de paz, mas, provavelmente, de muita curiosidade. Como pode existir um milagre TÃO grande assim? As semanas vão passando e os sintomas continuam e mudam. Não mais enjôos, ou dramas, mas dores nas costas e nervos e músculos da barriga esticando. A moral é que a gente conhece o nosso corpo como NUNCA antes. E aí, derepente mexe! WOOOOW!!! "FOI O NENÉM?" ................................................... SIM. O neném cresce e começamos a perceber que tem alguém se mexendo dentro da gente. E aí, uma idéinha de ser humano que me assustou tanto, mexe comigo biologicamente, emocionalmente, psicologicamente, e principalmente, espiritualmente. Louvado seja o Senhor por esse milagrinho crescendo em mim, me ensinando a entender a verdadeira grandeza do poder de Deus. É lindo, é curioso, é empolgante, é assustador...é promessa do Senhor. Promessa de Deus, é Deus, em seu tempo, e em sua sabedoria. Não há planejamento que mude, não há medo, ou riqueza que modifique as circunstâncias que trabalham para que o propósito de Deus se cumpra. Isso deve ser o que provavelmente é ser mãe. Entender de uma forma tão palpável, um dos propósitos de Deus da vida. Milagre de Neném - 17 semanas.